Veja 8 dicas para viajar de carro com segurança nas férias de julho

Giampiero Rosmo
Giampiero Rosmo 31 Views 7 Min Read

Motorista pode verificar itens do próprio veículo e evitar perrengues na estrada

Julho é sinônimo de férias para quem tem crianças em idade escolar, época em que muitas famílias aproveitam para viajar. Para quem vai curtir o momento numa viagem de carro, é importante conferir o estado do veículo e outros itens para fazer uma viagem mais segura.

Se, no dia a dia na cidade, algum ponto pode ser esquecido ou mesmo negligenciado, a história é diferente na estrada. Só quem já passou pelo perrengue de ter um carro quebrado em um lugar ermo, muitas vezes sem sinal telefônico, sabe a importância da conferir item a item do carro. Para evitar o contratempo, outro caminho é a manutenção preventiva.

  1. Planejamento
    Antes de embarcar em uma viagem de férias, é importante conferir o roteiro a ser percorrido, sobretudo no caso de longas distâncias. Pode ser útil acessar sites e redes sociais da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar Rodoviária, a fim de se informar sobre as condições da pista e eventuais acidentes.

Outras fontes de informações valiosas são as concessionárias de rodovias pedagiadas.

Com o número cada vez mais crescente de carros elétricos, é fundamental também conferir pontos de recarga no trajeto a ser feito. Pelo aplicativo PlugShare, é possível descobrir locais para carregar o veículo e programar as paradas devidas, inclusive os tipos: rápido ou lento.

Para motoristas de carros elétricos, uma das principais recomendações é não confiar totalmente na autonomia informada no painel e tentar recarregar antes da bateria ficar com menos de 30% do total na estrada.

  1. Revisão mecânica
    Talvez a mais importante das medidas seja verificar o estado de óleos e fluidos do veículo.

É possível fazer por conta própria: confira nível do óleo do motor e, se a troca de óleo estiver próxima, faça-a antes da viagem. Olhe a situação do líquido de arrefecimento e lembre-se do reservatório da limpeza do para-brisa.

É ideal levar o carro numa oficina de confiança para uma revisão completa. O especialista poderá ver fluido de freio, óleo da direção hidráulica e nível do óleo do câmbio, seja ele manual ou automático. Certifique-se de que não há vazamentos e de que todos os sistemas estão funcionando corretamente.

  1. Freios e pneus
    A segurança na estrada depende, em grande parte, da eficiência dos freios e do estado dos pneus.

Quanto aos pneus, confira a pressão de acordo com as recomendações do fabricante e verifique a profundidade dos sulcos. Pneus com sulcos menores que 1,6 milímetro devem ser trocados para evitar aquaplanagem ou perda de aderência em curvas.

Além disso, verifique o estepe para garantir que ele esteja em boas condições e com a pressão correta. Verifique o desgaste das pastilhas e discos de freio e providencie a substituição, se necessário. Caso não tenha certeza, leve numa oficina especializada.

  1. Iluminação e visibilidade
    É essencial que faróis, lanternas, piscas e luzes de freio estejam funcionando perfeitamente.

Verifique o alinhamento dos faróis e troque qualquer lâmpada queimada. Caso vá trafegar em uma estrada de terra em que o carro vá balançar muito, vale a pena levar algumas lâmpadas reservas. As palhetas dos limpadores de para-brisa devem estar em bom estado.

Se o seu carro possui regulagem elétrica dos faróis, ajuste-os conforme a carga no porta-malas. Com o porta-malas cheio, a frente do carro se levanta, o que pode ofuscar a visão dos motoristas em sentido contrário. Após descarregar o veículo, ajuste novamente os faróis para garantir a segurança. O manual do proprietário informa o jeito certo de realizar o ajuste.

  1. Bateria e parte elétrica
    Uma bateria descarregada pode ser um grande inconveniente. Verifique o nível de carga da bateria e providencie a recarga ou substituição, se necessário. A bateria tem vida útil de dois a cinco anos, a depender do uso e do fabricante.

Confira também o funcionamento da parte elétrica do veículo, como vidros elétricos, travas das portas, sistema de som e ar-condicionado.

  1. Kit de emergência
    A ideia é não ter problema, mas vai que acontece… Vale a pena ter um kit de emergência no carro, com ferramentas básicas como chave de fenda, alicate, cabos de bateria, lanterna e um pequeno rolo de arame.

Certifique-se de que o triângulo de sinalização está no carro, pois ele é obrigatório por lei. Verifique também se o estepe está cheio.

7 Documentação em dia
Antes de pegar a estrada, confira se a documentação do veículo está em dia.

Certifique-se de que o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) está atualizado e que sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) está válida.

Para viagens internacionais, verifique a necessidade de documentos adicionais.

No caso de destinos no Mercosul, é preciso que o motorista, além da CNH, tenha um RG emitido há menos de dez anos. Também é necessário contratar um seguro específico para carros chamado Carta Verde.

  1. Calibragem e alinhamento
    Esta dica é complementar à terceira. Faça a calibragem dos pneus a cada 15 dias, preferencialmente com o veículo frio.

Durante a viagem, ajuste a pressão de acordo com a carga que o carro estará transportando.

Além disso, realize o rodízio dos pneus de 5.000 a 10.000 quilômetros, conforme indicado no manual do veículo, para otimizar o rendimento e durabilidade dos pneus.

Uma medida muito importante é fazer o alinhamento e balanceamento dos pneus antes de longas viagens. É um serviço que custa em torno de R$ 150 a R$ 200, mas vale muito a pena. Um carro desalinhado tende a puxar para os lados e a desgastar os pneus irregularmente. Pneus desbalanceados consomem mais combustível e tornam a viagem desconfortável.

Share This Article
Leave a comment