Você ainda vai usar inteligência artificial para planejar uma viagem

Giampiero Rosmo
Giampiero Rosmo 443 Views 3 Min Read

Preparar uma viagem nem sempre é fácil: exige planejamento, pesquisa de passagens, de hotéis e até mesmo de atrações no local que será visitado. Para fazer tudo isso, segundo uma pesquisa global encomendada pelo Expedia Group com mais de 5.700 pessoas, um viajante médio leva mais de cinco horas e chega a avaliar 141 páginas de conteúdo.

No momento, muitas das grandes empresas de viagens já estão mergulhando de cabeça nessa nova era, informa a rede CNBC. Caso da Trip.com, sediada em Singapura. Em fevereiro, ela lançou o TripGenie, um chatbot desenvolvido pela OpenAI, criadora do ChatGPT.

Expedia e Kayak também entraram neste barco. Há cinco meses, elas estavam entre o primeiro lote de plugins lançados pelo ChatGPT. Além disso, a Expedia anunciou, em abril, o lançamento beta de um chatbot de inteligência artificial do sistema lançado pela OpenAI.

A eDreams Odigeo, que trabalha com reservas de viagens, juntou-se ao “Programa Trusted Testers” de IA do Google Cloud e o Airbnb divulgou planos para incorporar o GPT-4, o mais novo modelo de linguagem grande da OpenAI, em sua interface.

E tem mais empresas surfando essa onda: o Booking.com lançou o chatbot de IA Trip Planner; a Priceline desenvolveu a plataforma Trip Intelligence, liderada por um chatbot generativo de IA apoiado pelo Google chamado Penny; o Tripadvisor colocou no mercado um criador de itinerários de viagem baseado na web e com tecnologia de IA, e a HomeToGo disponibilizou uma função de pesquisa de IA no seu aplicativo batizada de AI Mode.

GetYourGuide, Klook, Turo e Etihad Airways também possuem plugins ChatGPT e uma série de planejadores de viagens com tecnologia de inteligência artificial, como Roam Around, AdventureGenie e Curiosio, adicionaram novos recursos de IA.

A rede CNBC destaca que o planejamento é o uso mais visível da tecnologia na indústria de viagens, mas as organizações já preparam novos recursos. Por exemplo, Amy Wei, diretora sênior de produtos da Trip.com, adiantou que a empresa está considerando desenvolver um guia de viagem virtual para o TripGenie.

“Pode ajudar a fornecer informações, como uma introdução aos edifícios e objetos históricos de um museu”, comentou ela. “A visão é criar um companheiro de viagem digital que possa compreender e conversar com o viajante e fornecer assistência em cada etapa da viagem.”

Share This Article
Leave a comment